2-09-12

Mascarpone, chorumela, espigão

Poema Possibilidade
Pode ser
que a poesia
Volte ao pó
Um dia

Quebrou a pedra
Derreteu a liga
Picou em chapa
Cortou no torno
Assou no forno
Botou placa
Encheu de piscas badulaques penduricalhos
Vendeu embutido de status, potência e poder
Mais um carro com ar condicionado e rádio mp3

(blergh!)

Estaçao Pinheiros
Abre o brete
do trem p
ro metro
A manada de gente
Atropela sem dó
Amaceta e prensa
até pensamento de dor
apagando a angústia de
ver se acerta
quem é onde está e onde vai
pra focar no buraco ambulante
que vem
já que agora
o berrante da rua
anuncia a chegada
de volta a algum lugar

Tele- thai
(comida tailandesa)
36761774
77108424

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>