12-08-05 – Vermers Impócritus

 

Molécula, ritmo, blues
só para não perder o embalo, na verdade me forcei a abrir isso aqui e desaguar qualquer porção de caracteres para consumir um pouco dos hds do mundo que fazem a nuvem acontecer.
Mas o o mais interessante é a estirpe de três palavras, que nasceu toda descolada metida a riquinha do bairro boêmio cultural.
(esse nome do documento eu escrevei agora há pouco, bem depois de ter criado a nota e todo o resto. Ele é metade qualquer coisa e metade eu fodendo com você mesmo, se você mesmo for eu, na busca de uma referência espacial para o aqui de agora. Só pra você saber.)

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>