03-01-13 – praia

Bigode, colírio, função.

(“função” é uma palavra tão chata que drenou com ela, pelas manobras da equivalência, tudo que não era um silêncio de quarentena abandonada.)

(Mas nos legou uma reflexão e uma metáfora.)

(Palmas para a função!  Você vai longe, garota. Agora fica bem quietinha aí enquanto construo à sua volta uma quarentena altamente abandonável de palavras.)

(E depois outra em volta dela só pra garantir.)

(sentinela)      (sentinela)       (sentinela)

         (legião de arcanjos armados)

    (monstro do pântano pré-histórico)

O “&” comercial é muito comercial.

Sou muito mais o [DESENHO MANUAL IRREPRODUZÍVEL EM UM EDITOR DE TEXTOS]. (desculpem a intraduzibilidade. E o neologismo)

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>